• Michael Alexsander

As 5 melhores dicas para curtir a Terceira Idade

Ter um netinho ou alguns cabelos brancos não são sinais de "The End", pelo contrário, é o momento certo para se redescobrir e curtir ainda mais sua vida, seu corpo, seus amigos e sua família. Pensar que pessoas de 60 anos de idade já curtiram tudo que a vida teve a oferecer é um grande erro.


Com as mudanças no estilo de vida atual e até mesmo a modernização de diversos recursos, a nova geração de idosos é considerada muito mais saudável e ativa. A prova disso se demonstra na expectativa de vida do brasileiro, que aumentou e tende a aumentar ainda mais.



O objetivo é um só, independente da idade: Ser Feliz Curtindo a Vida de montão! Aqui na Super Simples nós nos preocupamos com a qualidade de vida dos idosos, por isso levantamos uma série de ações práticas que tornam a vida na Terceira Idade mais leve e gostosa.


Separamos algumas delas como sendo As 5 Melhores Dicas para Curtir a Terceira Idade, lembrando sempre que envelhecer não é sinônimo de restrições, pelo contrário, várias práticas ficam ainda mais prazerosas quando se é mais experiente. Veja:



1. Idosos devem fazer planos


Envelhecer não é motivo para abandonar os antigos sonhos, ajuste-os se necessário, mas nunca abandone-os. Tenha seus objetivos em mente e se planeje para alcança-los.


Não espere que suas metas se cumprem sozinhas, sem ação você não vai concretizar. Recomendo que faça um Plano de Ação, bem simples, e não deixe suas ações para depois. A hora para planejar momentos felizes é agora, aproveite cada minuto!



2. Internet é para os idosos


Ficar conectado não é só para “os jovens”. Acessar a internet gera muitos benefícios, que vão desde a praticidade até a oportunidade de exercitar o raciocínio, estimular a atividade cerebral, manter ou até mesmo melhorar a saúde cognitiva na terceira idade.


A internet é o melhor lugar para encontrar artigos interessantes sobre os mais diversos temas como saúde e qualidade de vida, ou seja, é uma forma efetiva de adquirir informação, e o melhor, de forma ativa e independente, sem depender de seus filhos ou netos.


Quando estiver conectado, tenha cuidado com os golpes criados para pegar idosos. Criamos um Guia Completo para alertar os idosos sobre os principais Crimes Virtuais cometidos contra eles. Veja aqui!



3. É clichê! Mas alimentar-se bem, faz bem


Você sabia que a maior despesa de um idoso está relacionado à saúde? Seja comprando remédios, pagando um plano de saúde ou realizando tratamentos médicos.


Siga a dica, antecipe-se, faça do alimento o seu remédio!


Crie o hábito de comer muitas e variadas frutas, verduras e legumes, é isso que garante sua vida saudável.



4. Relacione com pessoas de todas as idades


Não abandone suas relações sociais por ter chegado na terceira idade, pelo contrário, amplie e diversifique seu ciclo de amizades.


Dê prioridade às atividades em grupo, afinal, elas são responsáveis pelo desenvolvimento do senso de bem-estar, assim como desempenham os papéis de “protetoras e mantenedoras” da saúde física e cognitiva do idoso.


A vida social nessa jornada etária não se restringe apenas a frequentar grupos da terceira idade, mas principalmente, ter relacionamentos práticos e saudáveis com a família e amigos. "Bata um papo", brinque, jogue e dance, o importante é se relacionar.



5. Mantenha suas tarefas e compromissos


Na medida em que envelhecemos é natural que aconteça uma redução cognitiva, ou seja, uma diminuição das funções mentais como o raciocínio, a memória, a atenção e até mesmo a fala. Por isso, manter tarefas habituais e compromissos corriqueiros se faz extremamente necessário.


Além de trabalhar a organização e o senso de responsabilidade, uma pesquisa da Universidade de Chicago revela que atividades cognitivas como resolver problemas do dia a dia ajudam a exercitar o cérebro e preservar a memória.



Dica Bônus: Movimente o corpo e a mente


Envelhecer não é fácil pra ninguém, exige disciplina. Mas saiba que é possível prevenir ou diminuir o impacto do tempo no corpo e na alma, isso deve ser feito mantendo o corpo e a mente produtiva, com atividades, dentre elas: correr, jogar, brincar, dançar forró, ouvir música, ler, escrever e aprender coisas novas, um idioma, por exemplo.


Pequenas coisas no dia a dia, como caminhar até a padaria para comprar o próprio pão, ou tentar lembrar o nome das pessoas ou recordar com detalhes certas situações, já fazem a diferença. O importante é não deixar o corpo e a cabeça parar!


Vale a pena você ler "O que os idosos precisam saber sobre finanças"


© 2020 Super Simples. Todos os direitos reservados.
Feito com ❤ por Mic Aof