• Ana Carolina Rocha

Cinco dicas para reorganizar as suas finanças e sair do vermelho!

Atualizado: Jun 15



Sabemos que a pandemia do Coronavírus mudou a vida de todo o mundo. Além das mortes causadas em inúmeros países, ela também está trazendo impactos na economia e tem gerado prejuízos nos bolsos das pessoas, conforme você conferiu aqui . Mas com planejamento, cuidado e dedicação é possível sair do vermelho a partir de dicas simples. É o que Maria Odete está buscando. Aposentada, ela se desdobra para ajudar os filhos e os netos todo mês e, desde que a pandemia iniciou, tem sentido o dinheiro ficar ainda mais curto.


Por essa razão, na última semana, Maria Odete procurou a equipe da Super Simples para ajudá-la a reorganizar as finanças. Afinal, pra quem não sabe, a nossa empresa oferece muito mais que empréstimos consignados com as menores taxas de juros para aposentados e pensionistas, mas também presta consultoria financeira para auxiliar os nossos clientes a sair do vermelho. Veja a seguir algumas orientações recebidas por ela.


Como sair do vermelho


Entenda a sua situação financeira


O primeiro passo é fazer um diagnóstico preciso da sua situação financeira. Para se livrar das dívidas, é importante saber a gravidade do seu problema. Assim, coloque no papel quanto deve, há quanto tempo e para quem. Em seguida, liste todas as suas receitas (salário, dinheiro extra, ajuda de familiares, etc.). Depois, veja quais são as despesas fixas e as essenciais de sua família, como aluguel, luz, água etc. Por fim, anote os outros tipos de despesa, como roupas, viagens e lazer. Assim, munidos de todas essas informações, analise quais delas você pode cortar.


Controle os seus gastos


Depois de fazer um diagnóstico financeiro e identificar quais são os gastos essenciais e os não essenciais, adeque os seus hábitos. O indicado é rever alguns comportamentos relacionados ao seu estilo de vida e que são supérfluos, como a assinatura da TV a cabo a que você mal assiste ou de uma revista que ninguém lê e gastos com roupas por exemplo.


Negocie com os credores


Após organizar as finanças e rever seus hábitos, você saberá qual montante de dinheiro terá mensalmente para saldar as dívidas. Sabendo deste valor, entre em contato diretamente com os credores para negociar a quitação de todos os seus débitos e, se for o caso, limpar o seu nome.


Se mesmo controlando os gastos você não tiver a quantia suficiente para quitar o que está devendo, considere trocar uma dívida mais cara, como cheque especial e cartão de crédito, por uma opção mais barata, como crédito consignado ou empréstimos pessoais de juro baixo. Aqui podemos te ajudar!


Mantenha-se na linha


Dívidas devidamente negociadas e gastos sob controle. Agora, para sair do vermelho de vez, é importante ter força de vontade e manter-se na linha. Tentações vão surgir pelo caminho. Não ceda! Pague as contas em dia, em hipótese alguma atrase nenhuma parcela das negociações e sempre que possível pague à vista para ter descontos.


Crie uma reserva de emergência


Depois de sair do vermelho e de implementar uma mudança de hábitos, é hora de dar um passo importante: poupe todo mês uma quantia para compor uma reserva de emergência.


Destaque


Se mesmo seguindo todas essas dicas, você ainda precisa de ajuda para entender para onde o seu dinheiro tem ido todo mês, não deixe de baixar este super material elaborado pela nossa equipe.


De um jeito fácil e descomplicado, você irá lançar todas as suas despesas essenciais e não essenciais em uma planilha e saberá ao final do mês o seu saldo final. Não perca tempo!


Utilize esse material e aprenda a controlar os seus gastos de uma vez por todas!

© 2020 Super Simples. Todos os direitos reservados.
Feito com ❤ por Mic Aof