• Michael Alexsander

O que faz a vida de um idoso realmente feliz?

Uma pergunta deveria estar mais presente no seio familiar: "O que torna a vida das pessoas mais velhas felizes?" Assim os equívocos nessa etapa da vida seriam prevenidos.

Vincular o avançar da idade a um declínio no humor é, sem dúvida, um dos maiores equívocos que as famílias podem cometer. Outro grande erro que pode fragilizar fortemente a vida de um idoso é tirá-lo a independência de forma precoce e no momento errado.

Como saber então, quais são os mitos e verdades no relacionamento com os nossos idosos? Sorte nossa que vários estudos, ao redor do mundo, estão acontecendo a todo vapor para nos apontar as coisas que enchem as pessoas da terceira idade de alegria, felicidade e vontade de viver.


Qual a conexão entre idade e felicidade?

Um estudo envolvendo participantes de mais de 150 países identificou uma queda percebida na felicidade entre o início da idade adulta e a "melhor idade".

No entanto, os entrevistados entre as idades de 50-90 geralmente relataram um aumento constante da qualidade de vida. Os pesquisadores também descobriram que os fatores que contribuem para a felicidade das pessoas mais velhas são muito diferentes dos mais jovens. Os mais jovens tendem a buscar a felicidade em "experiências extraordinárias", algo que fuja do normal, como viajar para um local distante. Os idosos têm maior probabilidade de se contentar em compartilhar "experiências comuns" com amigos próximos e parentes.


Isso implica que organizar grandes eventos e experiências importantes para seu ente querido mais velho pode não ser a chave para mantê-lo feliz. Em vez disso, o foco deve ser em atividades corriqueiras do dia a dia com familiares, que podem ser compartilhadas com os entes queridos e que reforçam o senso de independência.


Com essas descobertas em mente, vamos verificar alguns fatores que podem aumentar a felicidade de seu ente querido e como ter atenção às pequenas atividades do dia a dia é fundamental.

Envolvimento com a família, amigos e a comunidade local

Coisas do dia a dia, como parar para tomar um café ou sentar-se na varanda, podem ser tudo de que seu ente querido precisa para se sentir feliz, desde que tenha a oportunidade de interagir com as pessoas que ama.

Seu ente querido também pode encontrar felicidade na comunidade local, participando de bailes de forrós, viajando com excursões, apostando no bolão da loteria ou participando de eventos comunitários organizados pela igreja.

Ajude-o a administrar o ambiente doméstico, isso permite que você passe mais tempo com seu ente querido durante o dia a dia.


Crie oportunidades para ele se envolver em atividades sociais, isso gera senso de responsabilidade, importância e pertencimento.

Pertencimento, independência e autodeterminação

A capacidade de decidir o que fazer diariamente e de realizar tarefas com um senso de independência também contribuirá para a felicidade do seu ente querido.

Você deve sempre garantir que seu ente querido tenha espaço para decidir para onde vai, de que atividades participa, que refeições comer, a que horas e muito mais.

Apoie as habilidades do seu ente querido, cuide das tarefas que ele não é mais capaz de fazer, mas encorajando-o a fazer o que ainda é capaz, ao mesmo tempo.

Por fim, lembre-se das pesquisas citadas: A felicidade não diminui com a idade! Assim você vai ajudar seu ente querido a alcançar a felicidade por mais tempo.

Agora aproveite as 5 melhores dicas para curtir a terceira idade que podem ajudar a manter seu ente querido feliz e engajado.

© 2020 Super Simples. Todos os direitos reservados.
Feito com ❤ por Mic Aof