• Ana Carolina Rocha

Quais são os impactos do Pix na terceira idade?



Tudo que você precisa saber para aderir a esta novidade.


Quais são os impactos do Pix na terceira idade?

Lançado em outubro pelo Banco Central, o Pix é o mais novo sistema de pagamentos instantâneos. Ele promete revolucionar a forma com que nos relacionamos com o dinheiro. E isso vale tanto para pessoas físicas quanto jurídicas (empresa).


Certamente, você já ouviu falar desta novidade, caso contrário, saiba mais clicando aqui

Podem utilizar a plataforma qualquer pessoa que tenha conta bancária. Lembrando que, o cadastro é não é obrigatório, mas opcional.


Em termos práticos, aqueles que quiserem aderir ao Pix podem se cadastrar de diversas formas: aplicativo do celular, internet banking ou nas agências.


O importante é você buscar informações com a sua instituição financeira para as saber qual é o procedimento determinado por ela. A seguir, elencamos tudo que você precisa saber sobre o Pix.


Não será preciso pagar para fazer transferências

O Pix substitui operações como o TED e o DOC. Atualmente, o correntista paga uma taxa para fazê-las que usualmente custam cerca de 10 reais.


Não é obrigatório

É opcional e, para isso, o interessado deverá criar uma chave junto à sua instituição financeira. Mas, caso o usuário queira usar o sistema de pagamento instantâneo sem a chave, será preciso digitar todos os dados bancários do destinatário para realizar uma transação, a exemplo do que já acontece atualmente.


Posso cadastrar o Pix em mais de uma conta?

Cada pessoa física pode registrar até cinco chaves Pix diferentes junto ao Banco Central, utilizando CPF, número de telefone, e-mail ou números aleatórios como forma de identificação.


Entretanto, cada chave só pode ser utilizada em uma única instituição, seja banco ou fintech. Por isso, é fundamental saber como fazer a portabilidade de sua chave Pix de uma instituição para outra, ou simplesmente excluir a chave de determinada instituição.

Atenção aos golpes

Desde o início da pandemia do Coronavírus, a internet tornou-se uma verdadeira aliada da nossa rotina. Fazer compras, solicitar serviços e realizar operações bancárias, que antes eram feitas virtualmente, são parte do cotidiano de todos neste novo ‘normal’.


No entanto, junto às facilidades trazidas pelo ambiente virtual surgiram também novos golpes virtuais. A equipe da Super Simples elaborou uma cartilha com os principais deles para você saber como se proteger e zelar também pelos que você ama. Clique aqui e confira o conteúdo completo.


Por isso, caso você queira utilizar o Pix é preciso estar atento. Isso porque criminosos já estão usando anúncios falsos de cadastramento. Assim, o recomendado é entrar diretamente em contato com as instituições bancárias para fazer o seu cadastro para não cair em ciladas!